Olá, Boa noite! Seja bem vindo. Você está no portal Expresso1.com
22ºC
Arapiraca,
Parcialmente Nublado

Editorias

06/09/2016 11:23:49
Polícia
Operação policial prende 12 acusados de homicídio na capital
Presos foram apresentados durante coletiva de imprensa
ASCOM-PC
Redação com assessoria

 Em entrevista coletiva, no final da tarde desta segunda-feira (05), integrantes da Secretaria de Segurança Pública (SSP) deram detalhes sobre a operação policial que resultou na prisão de 12 acusados de homicídio em Maceió.

A ação comandada pelo delegado Fábio Costa, coordenador da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), teve duração de três dias, e teve início na quarta-feira (31).

Foram presos: Geovane Barbosa da Silva, conhecido como “Neguinho” ou “Geo”,19 anos; José Diego Almeida da Silva, 25 anos; Luiz Alberto Oliveira de Carvalho, 38 anos; Josenildo Viana dos Santos, 36 anos; Cristiano Barros Ferreira do Nascimento, “Dentinho”, 30 anos; Diego Barbosa Pau Ferro, de 26 anos; Aleff Bruno da Silva, 23 anos; Lucas Paulino Lucena da Silva, “Macaco”, 18 anos; Luiz Fernando Ramos de Araújo, “Neném”, 18 anos; e, Alex de Lima Nascimento, 25 anos.

A ação também resultou na apreensão de dois menores, de 17 anos, envolvidos em crimes de homicídios.

De acordo com a delegada Ana Luíza Nogueira, gerente de Polícia Judiciária da Região 1 (GPJ 1), o objetivo da operação foi dar cumprimento a mandados de prisão em aberto, tendo como foco a retirada de homicidas de circulação, reduzindo o índice de crimes violentos e diminuindo a impunidade.

O delegado Lucimério Campos, integrante da DHC, deu detalhes de alguns crimes cometidos pelos acusados e informou que a maioria deles já era reincidente.

O preso, Luiz Alberto Oliveira Carvalho, é acusado de assassinar Aislan Chagas Coelho, com seis tiros de arma de fogo. De acordo com as investigações, a vítima seria usuária de drogas e tinha um débito com o autor. O crime ocorreu nesse sábado (03), e através do Disque Denúncia (181), foi possível localizar e prender em flagrante Luiz Alberto, que ainda tentou fugir, mas não obteve êxito.

Segundo informações policiais, Luiz Alberto já tinha passagem pelos crimes de porte ilegal de arma e embriaguez.

Os acusados Josenildo Viana dos Santos e Cristiano Barros Ferreira do Nascimento foram presos por assassinar, no ano de 2008, duas pessoas à pedradas na Grota do Areão, no Benedito Bentes . A motivação do crime teria sido por ciúmes. A dupla também responde por outros três homicídios.

As prisões aconteceram durante operação integrada que contou com a participação de policiais civis da DHC, Inteligência da GPJ 1 e policiais militares do Bope.

Comentários
Mais de Polícia