Olá, Bom dia! Seja bem vindo. Você está no portal Expresso1.com
21ºC
Arapiraca,
Tempo Limpo

Notícias

23/01/2016 23:41:25
Curiosidades
Jovem de 18 anos é aprovado 11 vezes no curso de Medicina
Jovem de 18 anos é aprovado 11 vezes no curso de Medicina
Redação com Internet

Se passar no vestibular já é difícil, imagina obter aprovação 11 vezes e em todas elas para um dos cursos mais disputados: o de Medicina. Um aluno, que iniciou seus estudos ainda criança na SETREM, e concluiu o Ensino Médio em 2014, obteve excelentes resultados nos concursos para o ingresso ao Ensino Superior no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

Diferente de muitos outros que passam anos tentando ingressar na universidade pública, Vitor José da Silva Classmann pôde escolher em qual das federais realizará seu grande sonho: o de ser médico.

Após concluir os estudos no Centro de Ensino Médio SETREM, Vitor fez um ano de cursinho no Método Medicina, em Porto Alegre. No vestibular de inverno de 2015, o estudante teve seu nome divulgado na lista dos aprovados no IMED (2º lugar) e UPF em Passo Fundo, na Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), na Universidade de Caxias do Sul (UCS).

No final de 2015, prestou vestibular em diversos locais, e foi aprovado na Unidade Integrada Vale do Taquari de Ensino Superior (UNIVATES) e novamente na UNISC, na UPF, conquistando o 4º lugar geral e na UCS classificando-se em 2º lugar. Focado em conquistar uma das vagas na universidade pública, prestou vestibular e foi aprovado na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), onde conquistou o 9º lugar, na Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Gratidão

Feliz, Vitor afirma que seus anos de estudos e dedicação na SETREM contaram muito, fazendo com que o ano que fez cursinho se tornasse mais leve. Para ele, os professores são parte fundamental nessa caminhada, pois eles orientam como e o que estudar. O bixo ensina que quem está tentando obter aprovação no vestibular necessita saber ponderar entre horas de estudo e horas de lazer. Segundo Vitor, deve-se entender que o vestibular é apenas parte de um processo, depois dele começam novas etapas, o vestibular não é o ápice de uma carreira. “Assim, fica mais fácil saber que estudar para o vestibular, quando se está consciente do seu papel, deve ocorrer naturalmente, é importante se sentir bem nessa maratona”, destaca.

Aos que o acompanharam nessa jornada em busca da realização de seu grande sonho, o futuro médico, que iniciou seus estudos na Setrem na 6ª série, deixa a sua mensagem: “Gratidão é o que eu sinto por todos que me aproximaram das minhas utopias: aos professores, pelo exemplo e atenção; à família, pelo apoio e carinho; aos amigos, pelos sorrisos e irmandade. O que não impede, por exemplo, de ter mestres que são baitas amigos e se tornaram família, as combinações aí me são diversas".

A vice-diretora do Ensino Fundamental e Médio da Setrem Marilei Assini, credita os excelentes resultados obtidos por Vitor como sendo frutos do seu desempenho enquanto estudante na Educação Básica. Segundo ela, sem uma boa base não se consegue a performance que ele teve. “Importante salientar que anualmente estudantes que apresentam bom desempenho durante a Educação Básica estão obtendo aprovação nas melhores universidades do RS, principalmente em federais. A educação na Setrem faz a diferença”, observa.

O jovem de 18 anos, que percorria diariamente de ônibus a distância de 80km entre São Martinho e Três de Maio, para poder estudar na Setrem, ainda não tem o resultado de seu desempenho na prova da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e optou por cursar Medicina na UFCSPA. As aulas iniciam dia 29 de fevereiro.

Comentários
Mais de Curiosidades