Olá, Bom dia! Seja bem vindo. Você está no portal Expresso1.com
21ºC
Arapiraca,
Estrelado

Blog do Márcio | Márcio Pedro

Quem é Márcio Pedro? Contador e Pós-graduado em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria, é Gerente Administrativo de uma grande indústria e distribuidora de alimentos. Sempre atualizado em assuntos de economia, política, educação e literatura, escreve também microcontos
18/10/2017 14:24:50
As pessoas não respeitam sua opinião!

 O Brasil está chato! Diante dessa polarização político/partidária que vem dominando os meios de comunicação e interferindo de alguma forma, na vida do brasileiro, como se não bastasse, essa oposição de ideias e discursões sem fim, estão agora se infiltrando também o campo social, feito a síndrome da caverna de Platão, onde enxurradas de críticas e opiniões baseadas nas suas próprias crenças religiosas e políticas trazem um gosto amargo à nossa vida em harmonia, quando somos desrespeitados em relação nossa opinião particular, ou a falta dela.

Como diz o filosofo Mario Sérgio Cortella em seu livro Qual é a sua obra? Quem você pensa que é? E já emenda a resposta: Você é um entre 6,4 bilhões (aumentou para 7 bilhões) de indivíduos, pertencente a uma única espécie, entre outras três milhões de espécies classificadas, que vive num planetinha, que gira em torno de uma estrelinha, que é uma entre 100 bilhões de estrelas que compõem uma galáxia, que é uma entre outras 200 bilhões de galáxias num dos universos possíveis e que vai desaparecer.

Atualmente temos medo de divulgar nossa posição politica à presidência da república ou outros candidatos. Se eu falo que voto no PT, sou chamado de acobertador de ladrão, petralha entre outros adjetivos censuradores. Se é do PMDB ou PSDB sou farinha do mesmo saco, se digo que voto em Bolsonaro, sou chamado de fascista e pregador da ditadura, PC do B ? Sou comunista, se digo que votarei em branco sou taxado de eleitor sem opinião própria, se decido divulgar que voto em mim mesmo, vem a crítica de narcisista idiota. Para onde quer que eu vá, estou fadado a ser perseguido, reprimido, criticado. Ninguém respeita mais minha opinião, principalmente nas redes sociais do mundo virtual onde se encontram os “soldados de guerra” para debater política, sexo, religião, artes de acordo com seus conceitos pré-estabelecido e imutáveis.

Todos nós temos direitos e deveres quanto a nossa opinião, e também a do próximo por ser diferente da minha. Já pensou se o mundo fosse feito somente de réplicas de você, caro leitor? Seria um tédio. As nossas diferenças são o combustível para a vida em sociedade. É dever nosso respeitar a opinião do outro, como é um direito nosso formulamos a opinião que quisermos. O Brasil está intolerante, raivoso, indigesto.

Pequena nota sobre opinião de facebook

A rede social fecebook sobrevive de anúncios e ações de marketing, e foi projetado justamente para esse fim, aí os desenvolvedores criaram um algoritmo que faz uma seleção do que o usuário mais gosta de olhar e opinar, através dos comentários, likes e compartilhamentos deste. Quanto mais o usuário participa desta rede social, mas assuntos relacionados aparecem na sua caixa, fazendo com que o usuário tenha aquela sensação de satisfação, entendendo erroneamente que os outros seres humanos também gostam das mesmas coisas, e se identificam muito com você, mas na tela no outro usuário, acontece mesma coisa, só que com a seleção de assuntos que o algoritmo compreendeu para aquele outro usuário, pois a principal função é que o usuário entre a todo o momento no aplicativo, lhe embriagando de sensações boas, fazendo nas entrelinhas a tarefa para qual foi especialmente projetado: que você consuma os anúncios. Porém o pior não são as propagandas, mas sim uma lavagem que ele produz na sua forma de ver o mundo, lhe diminuindo do senso comum progressivamente, lhe apresentando um mundo que não condiz com a realidade, então, ele lhe condiciona a pensar somente daquela maneira. Esta rede social é um vicio nocivo, e cada um encontre uma maneira de entender que facebook é uma coisa, a nossa vida real, é outra totalmente diferente.

Comentários
Mais de Blog do Márcio | Márcio Pedro